domingo, 10 de setembro de 2017

[Poesia]: Não

"Eu percebi que te amava...
Quando você preencheu meu tempo, meu coração, meu corpo, minha alma, minha vida.
Quando suas palavras e ações eram méritos de comparação para o dia ter sido bom ou ruim.
Quando uma energia inexplicável me atingia a cada sorriso seu.
Quando eu ansiava pela sua reação abrindo um presente.
Quando eu ansiava pelo seu toque o tempo todo.
Quando meu coração esquentava quando você me apresentava à alguém dizendo que eu era sua.
Quando eu acordava no meio da noite e sentia seus braços em volta de mim.
Quando você me beijava em meio a um sorriso.
Quando seu abraço durava muito mais que qualquer outro.
Quando você falava de um futuro pra nós dois.
Quando eu olhava pra você e via toda a sua beleza, por dentro e por fora.
Quando você dizia algo inteligente ou profundo.
Quando era vulnerável e me mostrava cada lado seu que estava escondido. 
Quando me fazia rir sem parar.
Quando você fazia uma falta absurda quando não estava.
Quando você passou a ser minha prioridade, minha esperança, minha companhia, minha segurança.
Quando o meu mundo passou a não ser nada sem você.
Quando você decidiu ficar ao meu lado.
Quando você me dizia que me amava.
.
Mas eu percebi que você não me amava...
Quando você partiu sem se importar em deixar meu tempo, meu coração, meu corpo, minha alma e minha vida incompletos.
Quando a falta das suas palavras e ações eram méritos de comparação para o dia ter sido bom ou ruim.
Quando uma tristeza inexplicável me atingiu a cada sorriso seu longe de mim.
Quando eu passei por lojas, pensando em tudo o que queria te dar, mas sem poder mais fazer isso.
Quando meu corpo não lembrou mais do seu toque porque você decidiu que não queria mais fazer isso.
Quando meu coração despedaçou quando você não me apresentava à mais ninguém, já que decidiu que não me queria mais.
Quando acordei no meio da noite e não encontrei mais seu corpo. Fazia tempo que você nao estava mais lá.
Quando você decidiu que não queria mais me beijar.
Quando tudo o que eu precisava era um abraço mas você não estava mais disposto a me dá-lo.
Quando você desistiu de qualquer futuro em que nós dois estivéssemos juntos. 
Quando eu não pude mais admirar quem você é, ou foi, já que optou por ficar longe.
Quando você já nem conversava comigo.
Quando tirou dou mim todos os seus lados e me deixou sem nada.
Quando eu tive que lembrar que a partir de agora tenho que rir sozinha.
Quando a sua falta passou a ser permanente, dando nós sem fim no meu coração.
Quando percebi que nunca fui nem nunca vou ser sua prioridade, que você não precisa de mim pra ter esperança, que minha companhia não faz falta, que você está em segurança sem mim.
Quando o seu mundo continuou sendo tudo, mesmo sem mim nele.
Quando você optou por ir embora.
Quando você disse que me ama, mas foi embora.
.
Quem ama, tem ânsia de viver o amor.
Quem ama, não deixa o futuro nas mãos do 'vamos ver'.
Quem ama, não desiste.
.
Mas no final fica claro.
A verdade é que não era amor."

Não. Set/2017.

domingo, 3 de setembro de 2017

[Poema]: Cigarro de Menta.

"Você conhece,

Você não esquece,
Você faz uma prece 
E fuma um cigarro de menta.
.
Você se envolve,
Você escorre,
Você se resolve
E fuma um cigarro de menta.
.
Você gruda,
Você muda,
Você ajuda
E fuma um cigarro de menta.
.
Você exclama 
Que você ama,
Você derrama 
E fuma um cigarro de menta.
.
Você se entrega,
Você não nega,
Você escorrega
E fuma um cigarro de menta.
.
Você não entende
Mas ele mente.
Você se surpreende
E fuma um cigarro de menta.
.
Ele vai embora,
Você chora,
Você ora 
E fuma um cigarro de menta.
.
Você se engasga,
Você se arrasta,
Você se arrasa
E fuma um cigarro de menta.
.
Então chega a ira,
Por tanta mentira.
Você se retira.
E fuma um cigarro de menta.
.
E aí voce vai embora,
Sem dia e sem hora.
Você nunca gostou de demora.
E acabaram seus cigarros de menta."
.

Cigarro de Menta. Ago/2017.